Manobra de Heimlich

ASFIXIA

Autor: Enfª. Maria Izabel Dantas Santos

Esp. em Urgência e Emergência

Editado por Carlos Ornellas graduando de enfermagem-UnB

ASFIXIA:

Dificuldade ou parada respiratória, podendo ser provocada por: choque elétrico, afogamento, deficiência de oxigênio atmosférico, Obstrução das Vias Aéreas por Corpo Estranho, etc.

A falta de oxigênio pode provocar sequelas dentro de 3 a 5 minutos, caso não haja atendimento conveniente.

COMO SE MANIFESTA

Atitudes que caracterizem dificuldade na respiração:

Ausência de movimentos respiratórios;

Inconsciência;

Cianose (lábios, língua e unhas arroxeadas);

Midríase (pupilas dilatadas);

Fluxo aéreo diminuído ou ausente.

COMO PROCEDER

Para lactentes conscientes, aplique 5 compressões do tórax intercalado de 5 tapotagens e inspeção das vias aéreas;

Para lactentes inconsciente, aplique duas insuflações (somente o ar que se encontra nas bochechas) e observe sinais da passagem do ar (expansão de tórax). Caso não haja, intercale 5 Heimlich com a inspeção das vias aéreas para observar a expulsão do corpo estranho, e 2 insuflações, se perceber a parada respiratória e notar sinais da passagem do ar, mantenha 1 insuflação a cada 3 segundos (20 rpm) até a retomada da respiração ou chegada do socorro especializado.

Manobra de Heimlich, foi descrita em 1974 por Henry Heimlich.

É uma tosse "artificial” ou "auxiliada”, com o intuito de expelir o objeto ou alimento da traquéia da pessoa

Esta manobra já é de domínio público em vários países onde é comum encontrarmos cartazes com estas instruções, especialmente em restaurantes.

Em primeiro lugar, mande alguém ligar para um serviço móvel de socorro (por exemplo, o SAMU "192”) enquanto você começa a prestar o socorro mais imediato.

                  192       

Certifique-se que a pessoa esteja realmente com dificuldades para respirar. Alguns sinais são característicos: ela tenta falar e a voz não sai. Começa a ficar agitada e confusa, levando as mãos para a garganta. A pele pode mudar de cor, passando a ficar azulada o que indica baixa oxigenação do sangue.

Inicie abraçando a pessoa pela cintura firmando os punhos entre as costelas e o abdome. Puxe a pessoa para cima e em sua direção, rápida e vigorosamente quantas vezes forem necessárias.

Se você não tem força suficiente, pode ajudar também com batidas firmes nas costas.


Mas, melhor ainda é a manobra em que se abraça e aplica a compressão entre o abdome e as costelas.


Se a pessoa não consegue mais ficar de pé (está inconsciente ou esgotada) ou se você não tem força suficiente, a manobra pode ser aplicada com ela sentada

ou deitada. Se a pessoa não consegue mais ficar de pé (está inconsciente ou esgotada) ou se você não tem força suficiente, a manobra pode ser aplicada com ela sentada ou deitada.

 

Vale lembrar que:

Quando algo bloqueia a passagem de ar, não há tempo suficiente para esperar pela chegada de um socorro médico. A pessoa mais próxima precisa agir rapidamente!